sábado, dezembro 03, 2005

Automóveis menos poluentes... florestas mais verdes.

Após a lamentável "época" de incêndios e depois de sabermos que vamos estar fora dos parâmetros de Kyoto (o que vai implicar mais dinheiro a sair dos cofres do estado) é de louvar certas iniciativas. Curiosamente de um construtor automóvel oriundo do mesmo país onde foi assinado esse tão falado protocolo.
No passado dia 12 de Novembro, a Toyota deu um precioso contributo para a preservação do (nosso) meio ambiente com a plantação de 4.000 árvores no concelho de Alcanena. Como forma de promoção deste acontecimento (volto a frisar, louvável) foram convidadas diversas figuras públicas que, apesar de algumas nunca terem pegado numa enxada (se calhar nem sabiam o nome do utensílio), não deixaram de participar activamente em tão nobre emprendimento.
Publicidade à parte, a Toyota apenas demonstrou porque é o maior construtor automóvel do mundo. Para além de ter pérolas nas suas linhas como o Toyota Prius (automóvel híbrido), de se manter na vanguarda da tecnologia automóvel (os seus motores a diesel são dos mais limpos do mercado), de se poder orgulhar de ter os automóveis mais fiáveis do mercado, ainda se dá ao "prazer" de reflorestar uma parte desta nossa nação. Tomara nós mais iniciativas destas, e empresas mundiais assim preocupadas com o ambiente.

  • Reflorestação by Toyota
  • 5 Reparações:

    Blogger sem cantigas pensou e disse...

    ok florestas... carros... dois amores!

    março 12, 2006 10:44 da tarde  
    Blogger Spitfire pensou e disse...

    Verde floresta como sabes. Enquanto os outros "crianços" sabiam as equipas dos seus clubes de côr... eu sabia marcas de carros, pilotos e coisas afins... tinha que ser diferente. Tenho mais amores, alguns já os demonstrei, outros ainda não. E outros ainda não os "encontrei".

    março 13, 2006 1:10 da tarde  
    Blogger sem cantigas pensou e disse...

    conheço essa doença, o meu pai e irmão padeciam dela... grgrgr nunca mais me obrigam a lavar carros nem a passar a chave de fendas e a inglesa e a de bocas e recuso-me a aprender a trocar pneus e conversa de carborador e panela e bateria e celindrada e cavalos e...
    (ambos tentaram a carreira amadora de pilotos, tadinhos, fangios da treta!)

    e tu? diz lá que o teu sonho é ser corredor de automóveis... diz lá diz lá

    e compras os carros de catalogo? e só carros italianos? e cor verde e buzina afinada e tiras os retrovisores e tens o motor super limpo? e brbrbbrbr

    tirem-me daqui!

    (afinal qtos amores queres?)

    março 14, 2006 12:51 da tarde  
    Blogger sem cantigas pensou e disse...

    e desenhar carros?? enquanto fazes o barulho do motor??

    conheço esses sons de infância!

    março 14, 2006 12:53 da tarde  
    Blogger Spitfire pensou e disse...

    Desenhei centenas de carros durante a infância... passava horas nisso :D

    Não sou dado a mudanças de "estética"... vale mais ser, do que parecer... Sem dúvida que, de todos, o que mais me marcou era... italiano (sou tão óbvio às vezes). Verde nunca tive nenhum, só os do serviço são verdes, o motor, não nunca o encontrarás imaculadamente limpo está... cuidado (é mais adequado o termo). Sou é exageradamente picuinhas com os ruídos que possam parecer estranhos... chego a ser irritante quando isto se passa no carro de outra pessoa que o comprou novo a semana passada :)

    Já lá vai o tempo em que era piloto... em frente ao teclado, tenho as minhas oportunidades de andar depressa e dentro da lei... isso basta-me. Da mesma maneira que me satisfaz o desejo sair a meio da noite para dar uma volta de 100km só porque não tenho sono.
    Piloto? Não. Não tenho os reflexos assim tão apurados (e começo a ser velho para "riscar os cromados")

    março 14, 2006 1:50 da tarde  

    Enviar um comentário

    << Home