domingo, novembro 13, 2005

Remando contra a corrente.

Quem me conhece sabe que nasci em Lisboa... por acidente, porque a terra, a minha Terra será sempre a Pampilhosa da Serra. Uma pacata e sossegada Vila perdida no mapa a meio caminho de Castelo Branco e de Coimbra. Este fim de semana, aproveitando os últimos dias de umas curtas férias, visitei novamente a minha Terra, e constatei o imenso trabalho que tem sido realizado pela autarquia.
Obras e reparações (claro está!) mas sempre em vista a melhoria da qualidade de vida de quem reside naquele Concelho. Um concelho que, ano após ano, luta com a desertificação, com os incêndios, com o desinteresse do investimento privado e sabe Deus mais o quê, é de louvar a determinação de um dos homens da Terra, de seu nome Hermano de Almeida. Num local onde todos conhecem toda a gente, este homem ficou novamente à frente dos destinos da Terra. Chegou a revelar que já se encontrava cansado do trabalho que realizava (como eu o compreendo tamanhos os trabalhos realizados, quer na Vila em si, quer no Concelho), mas novamente concorreu a Presidente da Câmara... e ganhou! Foi a forma que o povo do Concelho de Pampilhosa da Serra encontrou de dizer que o seu trabalho era digno, que as suas obras eram importantes e que, apesar de todos os inconvenientes que essas obras trazem até estarem concluídas, ele era o homem certo para o trabalho.
Os homens passam e a Câmara fica, costumo ouvir dizer, mas este homem é um político como todos os restantes deveriam de ser! Sério, acessível e, acima de tudo, honesto! Bem haja Hermano de Almeida pelo que já fez, e continua a fazer, pela nossa Terra!

  • Sítio da Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra
  • 2 Reparações:

    Blogger Gary Freedman pensou e disse...

    greetings from the usa.

    novembro 13, 2005 10:20 da tarde  
    Blogger sem cantigas pensou e disse...

    tás a candidatar-te a "quadro" camarário???
    lol
    olhá publicidade enganosa....

    março 01, 2006 1:53 da tarde  

    Enviar um comentário

    << Home